sábado, 12 de maio de 2007

[história 002: é porque eu sou vegetariano]


Há algumas semanas atrás minha amiga completou anos, com ela mora próxima a minha casa eu resolvi ir lá cumprimentá-la ao invés de só fazer uma ligação; chequei lá e foi a maior festa, batemos altas resenhas, rimos, fofocamos, conversamos muito etc e tal. Quando eu estava indo embora minha amiga disse:
- vem aqui mais tarde, vai ter um churrasquinho só para a família e os amigos mais íntimos -

uhm... a parte da frase "amigos mais íntimos" me seduziu, mas churrasco realmente não dava pra enfrentar [ eu sou vegetariano ] respondi meio seco que talvez eu passaria lá mais tarde, mas a cara de desanimada que minha amiga fez na hora da despedida me fez voltar à casa dela 7 horas depois para o tal churrasco. Mas num é que tava bom, a família dela tava toda [ povo festeiro que fala alto igual a minha família ] alguns amigos em comum e outras pessoas que eu nunca troquei meia palavra, quintal todo iluminado e no canto a churrasqueira cheia de vaca morta chiando, um cheiro [ não vou mentir, muuuuito bom, mas não deixava de ser uma vaca morta no espeto sendo queimada ].

Sentei. Outros convidados chegaram, me deram um copo e foi descendo cerveja [ ôh beleuza Creuza! ] a conversa tava ótima [ detalhe a aniversariante dava mais atenção para mim . aí, que loucura! ] o cheiro da carne começou a me incomodar ... foi quando meu inferno começou o primeiro prato de cheio de carne chegou, todo mundo agarrou seu pedado de vaca morta e deliciaram alegres, a primeira pergunta chegou:

- Ué, você não come não? tá com nojo né?
- Nojo? Não, é que eu não como carne.
- Ah, como você é besta, carne é uma delicia.
[ comentário: Ela me ofendeu, o álcool me impediu de perceber isso na hora ]

Concordo plenamente que carne é uma coisa gostosa, pra que gosta é claro, me agarrei com a cerveja e fui bebendo cada vez mais, daí né, veio mais um prato cheio de vaca morta mais uma vez eu não peguei; eis a situação que veio depois: duas colegas do curso de enfermagem de minha amiga olharam pra mim com desdém.

- pausa para comentário -
Eu tenho um problema de surdez, que eu reluto em não admitir, mas quando não é para eu escutar, eu ouço mais do que um tuberculoso.
- fim da pausa para comentário -

eis o diálogo das moças:
colega 1.: - Ué, ele não come carne por que?
colega 2.: - Acho que ele inventou isso agora, só pra chamar atenção.
colega 1.: - Isso é frescura de viado.
colega 2.: - Concordo.

Ah não, "frescura de viado" . "invenção para chamar atenção" gente eu mereço mais do que isso. Todas as minhas convicções idealistas pró-animais que me faria presidente do greenpeace foram manchada pelas auxiliares de enfermagem. Resolvi ficar caladinho no meu canto, um milagre por que meu organismo já estava bem alterado por causa do álcool, esse mesmo me ajudou a adormecer a lembra das moças, voltei a rir e conversar [ e beber ] quando eu estava interagido com o povo, veio outro prato de vaca morta assada [ juro que eu nunca vi uma vaca render tanto, Jesus só podia ter passado por ali e feito a multiplicação da picanha! ] detalhe: o prato estava sendo trazido pela mãe da aniversariante, como um bando de hienas famintas na savana os outros convidados agarram seus pedaços de vaquinha, eis que veio a 2ª pergunta da noite [agora feita pela mãe de minha amiga]:
- Ué meu filho não ta comendo por que?
[ pensei em mentir, o mais sensato, o álcool me enganou, eu falei a verdade ]
- Eu sou vegetariano tia.
- Ah, porque você não disse antes...

- por favor, pausa para um comentário -
Nesse instante eu pensei que ela ia disser isso: - Ah, porque você não disse antes eu tenho uma salada maravilhosa ale pra você. Como eu estava enganada quanto ao resto da frase.
- fim da pausa para um comentário -

[ continuação da fala ] - ... aqui na churrasqueira tem umas cochas de frango, eu vou pegar.
- Não! [ opa, falei alto demais, todo mundo olhou pra mim ] - Não tia não precisa se incomodar não.
- Você tá é com vergonha, deixa de ser besta menino, você é de casa . [ atentem que eu fui pela 3ª vez ofendido na noite ]
- Não tia eu não como frango também não.
- Se esse é o problema eu vou pegar um linguiçinha de porco pra você.
- Não precisa, eu também não como porco.

Me deu vontade de gritar: EU NÃO COMO NENHUM ANIMAL MORTOooOOooOOoo, mas me mantive sereno e esperei a próxima fala. A mãe de minha amiga coçou a cabeça, pensou, pensou, pensou e disse:
- Ué, eu sempre achei que vegetariano comia galinha" [ uma arma pelo amor de Deusss ]
Respirei fundo e disse: - É tia, tem mesmo, mas essas pessoas não são vegetarianas, só não comem carne vermelha, eu não como nenhuma tipo de carne.
Ela faz cara de quem entendeu e disse: - Pena que eu não tenho um peixinho para assar pra você.

Gente, qual parte do "eu não como nenhum tipo de carne" ela não entendeu? Resolvi não fazer mais comentários sobre o vegetarianismo, passei o resto da noite e adentrei a madrugada bebendo, a única coisa que eu comi no churrasco foi o bolo que com certeza não tinha nada morto, diga-se de passagem o bolo estava uma delicia, recuperei parte de minha glicose no sangue e fui embora trocando as pernas, mas feliz.

Moral da História: Si você for vegetariano não vá para um churrasco, exceto quando tiver cerveja para compensar.

7 comentários:

  1. Conheço tantos "vegetarianos" que comem peixe... tem uns que comem ovos, outros bebem leite... viva a diversidade!


    Eu sou carnívoro, tenho pena das plantinhas. Elas são tão seres vivos quanto os vegetais(que não podem nem se defender e muito menos correr quando alguém vai matá-lo).

    kadu - enviado em 15/3/2007 03:31:00

    ResponderExcluir
  2. " Pena que eu não tenho um peixinho para assar pra você. "

    Baiano lindo,brigado !
    Ganhei minha manhã [e olha que eu tava de mau humor.Mas agora ri .]




    Paralelepipedo - enviado em 16/3/2007 09:07:00

    ResponderExcluir
  3. Miss Conquista....13 de maio de 2007 09:16

    Essa foi o primeiro relato do seu Bafo's Blog...
    Me acabei aqui neh!
    Fiz maior propaganda...
    Deu o q falar...
    Huahauhauah

    Bjus...
    Ateh mais...

    Miss Conquista.... - enviado em 23/3/2007 15:34:00

    ResponderExcluir
  4. Amigow.. Perdi a Noite Lendo Seu Blog.. Num Vou Mentir Que Antes Quando eu Via dava preguiça De Ler... Só Que Por Recomendação De [ Miss Conquista....] Eu Prometo Que Eu Num Quero Perder Uma edição De " Vou te Contar..."
    Amei... Amei Amei... Bem Sua Cara Essas Coisas...

    AdorooCê!


    Sandy* - enviado em 29/3/2007 01:31:00

    ResponderExcluir
  5. Eu jÁ sabai q vc ficaria louco morrando aí no fim do mundo mas agora tenho constatado q esta loucura tem te dado grandes ideias e te feito eu grande escritor de contos e fabulas "loucura total" ... mas amei vou sempre dar uma lida pra te enterder melhor e talvez um dia te compreender de forma eficas para q o nosso relacionamento seja preveitoso rsrsrs TE AMO BJOCAS NA BUNDA !!!!

    IarINHA - enviado em 3/4/2007 12:37:00

    ResponderExcluir
  6. aff
    sem comentario!
    huauhahuauhauhauhauha

    qd a gente pensa q a mulher entendeu... "peraí q pego uma linguicinha de porco"
    "sou vegetariano"
    ...ô nem peixe eu tenho!

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Dessa - enviado em 7/5/2007 22:28:00

    ResponderExcluir
  7. Esse post é muito antigo. Mas não resisti em comentar.
    Eu me sinto da mesma maneira.
    A pior parte é: também não gosto de beber.
    Todos me chamam de ET.

    ResponderExcluir

agora me conte você…