segunda-feira, 16 de julho de 2012

história 206: Rick Mangueirão

aquela era minha primeira vez no Sláinte Irish Pub, estávamos lá para comemorar o aniversário de Luíza... ambiente agradável, muita gente bonita, tudo mundo arrumadinho, no melhor clima de heterossexualidade onde os movimentos são meio que calculados.

minha harmonia física foi quebrada depois de algumas _muitas_ canecas de chopp. mijar se tornou necessidade vital, e lá fui eu para o banheiro...

entrei... 
na verdade, o banheiro masculino do Sláinte se resume numa estrutura de ferro na parede sem divisórias e um box reservado com um vaso sanitário e pia. querendo você ou não, a proximidade de outros caras mijando é algo totalmente inevitável, ou seja, exclua a palavra “privacidade” quando estiver mijando lá. o tal box reservado já estava ocupado, por dois cara, dos quais um mijava na pia *NOJO*. 

tirei o pau para fora... 
dois caras entram no banheiro falando alto... já perdi parte da concentração necessária para o ato.

rapaz 1.: pô cara, vou mijar mais aqui no canto, não olha para meu pau não... [risadas]
rapaz 2.: cara, eu vou olhar... mas vai ser rapidinho só para dar uma comparada [mais risadas].

eu pensando: “concentra Jarbas, concentra... é um bar hetero. concentra”

rapaz 2.: mas eu nem posso ficar muito perto de você para mijar... 
rapaz 1.: porque cara?! tá com vergonha?
rapaz 2.: nada, cara... é que meu pau é meio parecido com um regador... quando eu mijo vai para todo o lado. 
rapaz 1.: aaah, então é o Rick mangueirão... [risadas] 
rapaz 2. (agora conhecido como Rick Mangueirão): antes fosse, antes fosse... mas nem é tão grande assim.

eu nem quis saber onde aquela conversa ia parar... só terminei de mijar rapidinho, pensando porque Rick Mangueirão não me chamou para analisar o tal “pau regador” dele. Sai do banheiro meio tonto... não sei se por causa do álcool que já mostrava seu efeito ou se por causa da conversa tão inesperada. esses “bromance” são tão interessantes. só sei que o mundo precisa de mais Ricks Mangueirões e nada mais a declarar, vou te contar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

agora me conte você…